24/09/2021

Gente Aberta

Faz muito tempo que não sento pra escrever. Hoje senti uma vontade de voltar a escrever aqui todos os dias, falar de todas as minhas coisas pra todos como se fossem meus amigos íntimos , que nem antigamente, mas pensei que queria fazer diferente. Sempre que leio meus textos antigos, percebo quanta tristeza eu despejava naquelas palavras. Mas o que senti hoje era vontade de compartilhar os aspectos alegres e felizes da minha vida. Mas faz tanto tempo que não falo nada aqui, seria muito falso e fora de contexto falar apenas das alegrias sem contar de onde elas vieram. Como se da noite pro dia eu tivesse saído da depressão profunda pra alegria como uma mágica e não foi assim. Pra ser bem honesta, minha fortaleza veio de noites e dias que pareciam pesadelos inacabáveis. Mas depois que acordei e derrotei os demônios , consigo perceber com clareza por que eu era uma menina tão triste. Agora muita coisa faz sentido. Por isso eu era tão confusa. Eu viva reprimindo meus sentimentos, pensamentos e palavras. Eu vivia tentando me encaixar em moldes e eu nunca me ajustava a eles por mais que eu quisesse e tentasse. Hoje sei que no fundo esses moldes não servem pra ninguém. Todos somos únicos. Percebo quanto tempo eu passei presa nisso e agora me sinto livre, agora que o tempo está passando e me curando aos poucos, eu entendo as coisas de um ponto de vista diferente, eu vejo que nada acontece por acaso, que nada é tão 8 ou 80 quanto eu costumava pensar antigamente. Minha mente está mais aberta pra ouvir ideias novas e escolher se vou aplicar essas ideias na minha vida ou não. Dentro da forma que eu via a vida, realmente meus problemas não tinham solução. Eu precisei quebrar todas as paredes que construi na minha mente, anos de afirmações negativas que eu acreditava serem reais. Coisas que vieram de situações que eu vivi, momentos em que senti que a vida não era justa, são tantas perdas e tanto choro calado que isso me fez sentir que a vida não valia a pena, que eu não valia nada, que minha presença no mundo era um peso para minha família, que eu nunca iria conseguir ser normal de novo, que minha cabeça ia ter depressão pra sempre e eu simplesmente não conseguia aceitar isso, não conseguia aguentar a dor de me imaginar com depressão até o último dia da minha vida, por isso queria que esse último dia fosse logo. Ainda bem que consegui mudar meu rumo e me recuperar, ainda estou me recuperando. Mas nunca me canso de contemplar a beleza da vida deste outro lado, um lado que consegue entender as coisas que eu considero ruins, um lado que tem compaixão por todos os erros e acertos , os meus e dos meus irmãos , um lado que entende que cada um está em um momento de aprendizado, assim como eu estive aprendendo profundamente durante estes últimos 3 anos, lições físicas , emocionais, mentais, tudo, diversas experiências em todas as áreas da minha vida. Isso é intenso, isso demanda tempo pra processar e entender. Agora me sinto em um momento de partilhar tudo que aconteceu. Eu sempre gostei muito de me comunicar, de fazer amigos, de ser um livro aberto, compartilhar experiências é o que me fez sentir menos sozinha na vida, perceber que eu não sou a única, mesmo que ao redor pareça que ninguém está vivendo o que você vive ou entende o que você está passando, em algum lugar do mundo existe alguém que te entende, que sabe, que vive o mesmo, e quando a gente se encontra, algo muito poderoso acontece. Aquela frase "a união faz a força " é real. A gente se encontra, a gente percebe que não está sozinho, aprende com a experiência dos outros, percebe que existem diversos caminhos, começamos a tomar nossas decisões a partir de um lugar de poder de escolha, somos donos da nossa vida, isso é lindo. Tenho tantas histórias pra contar sobre isso, mas vou deixar para amanhã. 

Por hoje, queria deixar registrado que se inicia um novo ciclo. Um novo momento, momento de me abrir pro mundo de novo, pois nunca deveria ter me fechado. 

Obrigada a todos que leram até aqui , que esta sexta feira seja abençoada para todos. Deixo aqui embaixo a música que estava ouvindo quando escrevi este texto.

https://youtu.be/FGtgnriN5KE



0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.