16/04/2019

Vitimismo

Como eu odiava essa palavra, achava que era uma baita falta de sensibilidade dizer que alguns doentes se vitimizam. Achava super normal sentir pena. Hoje sei que a pena é o alimento de quem se faz de vítima. O vitimismo tem um certo conforto porque ele nos causa a impressão de ausência do peso da responsabilidade. Mas a responsabilidade SEMPRE está presente, devemos vigiar com amor nossas ações, pensamentos e sentimentos, não nos julgando, mas nos conduzindo amorosamente de volta aos bons pensamentos, aqueles que nos elevam, nos enriquecem, nos iluminam e enchem de alegria. Meus amados, o caminho mais curto para a alegria infinita é ser o melhor que podemos ser aqui e agora. Em tudo que fizermos vamos nos doar, vamos dar o máximo. Como? AMANDO. Se tivermos uma doença seja ela pelo motivo que for, vamos agradecer a oportunidade de crescimento, agradecer o desafio, porque uma das maiores alegrias é poder passar pelo inferno mais terrível com um sorriso no olhar, com o coração carregado pela gratidão de simplesmente existir , ser uma obra de arte divina, uma emanação do amor de Deus, o amor infinito, tão pequena nossa compreensão do tamanho dessa energia, agradeçamos ao Todo pela oportunidade de se UNIFICAR. Tudo torna-se tão pequeno olhando pro mar, imagina olhando pra Deus ? O que é uma doença pra Deus ? A natureza dele é SAÚDE, PROSPERIDADE, ALEGRIA, AMOR INFINITO !
Livre arbítrio é maravilhoso porque entendemos que somos sempre responsáveis. Deus nos presenteou de forma tão imensa que além da vida, fruto de seu amor imensurável pela nossa compreensão humana, nos deu também o mais belo presente, a LIBERDADE ! 
Que nossa oração seja de agradecimento e não de lamentação, que nosso sofrimento não seja maior que a nossa vontade de amar e buscar a Deus acima de todas as outras coisas. Onde está Deus ? Em tudo, no nosso vizinho que as vezes nem damos bom dia, em nosso colega de trabalho que julgamos pela aparência, no mendigo com sorriso no rosto, no animal morto para alimento em uma sociedade doentia, que pensa que o animal não é uma criatura divina, digna de proteção, amor e respeito, assim como todo ser humano. Não se respeita as leis Universais, se faz pouco caso dos recursos naturais, a natureza responde, não existe vítima, não existe culpa, existe responsa e amor. Ame e ajude, ame e não discrimine, não fale mal do seu irmão, viva sua vida, faça o bem, seja e espalhe amor, seja criativo e amoroso, a vida é gratificante quando conseguimos amar cada vez mais. 
Não existem vítimas, apenas consequências e escolhas. Tudo é emaranhado, imagine a equação que explica nossa vida, cheia de variáveis, pensa na relação de toda essa teia muito louca de causas e reações se entrelaçando com as milhares centelhas divinas encobertas por egos fracos espalhados pelo universo...
Considerando o tamanho do Universo, da brevidade das nossas existências temporárias nesta pele, o conceito de vítima se torna algo infantil. Vamos aproveitar o nosso tempo para trabalhar e ajudar o outro ? Vamos romantizar menos a realidade de forma a tomar atitudes para que ela seja boa. Vamos parar de colocar Deus como o ser que está longe e começar a enxergar a realidade, ele está mais perto do que imaginamos, dentro de nós, aquela voz amorosa que todos os dias nos direciona para o melhor e mesmo assim escolhemos ir para outro caminho, alimentando o ego, fracos. A força verdadeira é aquela que nos faz sentir vitalidade para fazer qualquer coisa, qualquer missão, sem preguiça, o Universo é pura evolução constante, movimento, transformação. Que delícia poder usar o livre arbítrio para nos tornar cada dia mais fortes, ajudar os outros a também se fortalecer, crescer, ver o mundo fluindo em riqueza abundante, o paraíso pode ser aqui. A mentalidade tem que ser estudo, foco, trabalho, amor, crescimento, união. Estamos longe mas a cada dia mais perto, a cada pessoa que perceber o quanto pode mudar o mundo fazendo a sua parte, estamos mais perto. A gente enxerga tanta coisa ruim todos os dias, tanta gente na pior, tanta gente que não tem 0,50 centavos pra comprar um pão para si, imagine para alimentar seus filhinhos? 
Em nossa tamanha ingenuidade e ignorância, desprezamos os mais fracos e humildes, que hoje isso possa mudar, que hoje você possa escolher ser melhor, maior, ser parte da mudança e não do problema. Que hoje você crie, ilumine, alimente, doe sorrisos, abraços, amor, todos nós temos algo para dar. Quando colocamos nosso foco em ajudar, desaparecem as vítimas.

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.