2 de set de 2016

6 meses de veganismo, 6 meses LIVRE de dermatite atópica

Esperei todos estes meses passarem para que eu tivesse CERTEZA ABSOLUTA do que estou falando. Quem já leu outros textos daqui, sabe que eu tenho dermatite atópica desde que nasci, então já passei por muitos médicos, testei muitos cremes , tentei diversos tratamentos, vacinas, mudança de hábitos, enfim, aqui experiência é o que não falta. 
Hoje vou contar pra vocês sobre a mudança efetiva e duradoura que tenho notado na minha pele desde que parei de consumir alimentos de origem animal.
Depois de seis meses sem recaída alguma (parar de consumir algo que passaram a vida inteira te falando que era certo, não é fácil ) hoje anuncio orgulhosamente que sou totalmente vegana e sem pretensão alguma de voltar a consumir alimentos que venham de exploração animal. Pode parecer absurdo para algumas pessoas, eu mesma já pensei em veganos como pessoas extremistas e radicais e eu não poderia estar mais enganada.
O veganismo foi o pilar essencial para a cura da minha pele. Como eu gostaria de ter tido essa opção logo ao nascer. É tão absurdo que eu tenha sido obrigada a comer carnes e beber leite de outro mamífero sem ser minha mãe sendo tão pequena para escolher por mim mesma! Eu acredito muito que minha história poderia ter sido diferente se eu tivesse tido uma infância vegana. Mas ok, também tenho certeza que se minha família soubesse o quão prejudicial essa cultura seria para minha saúde, eles jamais teriam me forçado a comer cadáveres e secreções. Não é surpresa para ninguém de onde vem a carne, o leite e os ovos,  e se for, recomendo veementemente que vocês assistam isso .
A mudança não ocorre do dia para a noite, tem que ter paciência (nós atópicos temos que aprender o que é essa tal de paciência nem que seja na marra, não é mesmo?). Mudar hábitos não é fácil mas é possível e recompensador. Você começa a amar o veganismo quando percebe que sua pele que sempre foi instável, permanece lisa e limpa por vários e vários dias. E então os dias viram semanas e as minhas semanas viraram seis meses sem saber o que é ter dermatite. Se você sofre com esse problema, não vou desperdiçar palavras tentando explicar o tamanho da minha felicidade, você deve imaginar o tamanho do meu alívio, alegria e orgulho de ter conseguido vencer essa doença.
Eu queria dizer que abrir a mente é preciso. Muitos médicos me disseram várias vezes que atópicos são mais sensíveis e "inteligentes" por natureza, tenho certeza que vocês não vão me julgar por estar compartilhando essa informação com vocês sem nenhum tipo de maquiagem pra cobrir o quanto a indústria é nojenta e cruel com os animais. Cada vez que você se alimenta de carne, leite e ovos, você está ingerindo HORMÔNIOS, CRUELDADE E MEDO. Sim, porque nenhum animal gosta de morrer pra virar comida. Nenhuma vaca gosta de engravidar por várias vezes seguidas e ser separada do seu filhote, o qual não beberá nenhuma gota do leite que era para ser dele, para que humanos continuem uma exploração degradante para nós, para o planeta e principalmente para seres inocentes que nós deveríamos proteger. Não espere que essa droga faça bem pra sua pele. Tudo isso é desnecessário e prejudicial para TODO MUNDO. 
A mudança é lenta, as consequências aparecem gradualmente com o tempo, meu corpo precisou se desintoxicar dos anos que eu passei comendo lixo (não considero mais nada que venha de animal como comida), mas a mudança não é temporária, ela é efetiva e eu sou a prova. Hoje sou uma vegana orgulhosamente feliz e encho a boca pra gritar pra todo mundo ouvir : O VEGANISMO CUROU MINHA DERMATITE ATÓPICA ! 

Beijos e boa sorte para os meus amigos de luta contra a dermatite <3