16 de fev de 2016

Dermatite atópica e vegetarianismo

Tenho dermatite atópica desde que nasci e durante 21 anos da minha vida eu consumi alimentos de origem animal (carne, ovos, leite e seus derivados). Porém, lembro-me que durante alguns anos da minha vida fui proibida de tomar leite de vaca, teoricamente ele poderia piorar minha dermatite. Mas durante todos esses anos sem o leite não melhorei nem um pouco, percebi que a ausência desse alimento não me ajudava em nada. Essa havia sido a única restrição alimentar que fiz por causa da dermatite atópica até então. 
As minhas crises mais feias de dermatite atópica duraram até 2012 mais ou menos, exatamente o ano em que me tornei vegetariana. Desde então tenho trilhado um caminho de descobertas, quando você vira vegetariano, você vai atrás de novos alimentos e essa caminhada pode ser incrível. Digo isso pois desde 2012 minha pele só tem melhorado e isso é inédito. Ainda tenho algumas crises, pouca coisa se comparar com as crises que tinha antes. Eu viva me coçando, sangrando e sofrendo, era um pesadelo sem fim. 
Pois bem, até então eu nunca tinha parado para associar minha mudança alimentar com a melhora da minha pele. Até que um dia me deparei com uma história, quem souber inglês recomendo muito que leiam e se surpreendam como eu me surpreendi. Em resumo, a história é sobre uma menina que tinha dermatite atópica severa e a mãe dela resolveu mudar drasticamente a dieta da família, eles só comem frutas e vegetais agora. Sem julgamentos, afinal, se te disessem que comer apenas frutas e vegetais seria a cura para a sua dermatite, você não tentaria? Vivemos testando inúmeros remédios, muitos deles tem efeitos rebotes devastadores. Gastamos muito dinheiro com esses medicamentos, pois não são baratos. Tentamos de tudo, então não devemos julgar a mudança de alimentação que essa família passou. Com certeza socialmente falando não é fácil viver com essa opção alimentar, mas viver com dermatite atópica por acaso é fácil?
Se vocês clicarem no blog, irão encontrar fotos do antes e depois da menina que sofria com a dermatite. 

  Vou deixar aqui os links para que vocês confiram a história :

É surpreendente a mudança e tudo isso veio da alimetação dela. Depois que li essa história virei a louca das frutas e dos vegetais. E aos poucos fui eliminando também o leite e os ovos, porque com tanta coisa boa e diferente pra comer, não vou escolher o que pode me fazer mal sendo que posso escolher o que vai me fazer bem. Gostaria muito de voltar no passado e falar pra minha mãe e pra minha vó me darem esse tipo de alimentação. Como eu queria que minha alimentação tivesse sido sempre essa desde a idade dessa menina, minha vida poderia ter sido totalmente diferente e melhor.

Não estou dizendo que isso funciona para todos, não sou médica, não sou nada na verdade haha apenas uma pessoa que tem dermatite atópica e assim como essa garotinha, melhorei totalmente, poderia até dizer que me curei graças a minha alimentação de origem 100% vegetal. E isso não é algo que se muda de um dia para o outro, leva tempo para ver os resultados, essa menina mesmo demorou quase um ano para ter a pele da segunda foto. Comer melhor é uma mudança para a vida toda, espero que vocês pesquisem com carinho sobre esse tópico e discutam com seus dermatologistas. Coloquem aqui nos comentários as experiências de vocês e dúvidas que eu talvez possa responder. 

Boa sorte para todos nós, que independente do caminho que escolhermos, a gente possa derrotar de vez a dermatite atópica. Por mais dias felizes e menos dias de coceira !

Se você gostou desse post, me dá um help curtindo a página do blog no facebook