28 de jan de 2016

Onde encontro a felicidade?

Quando a química do cérebro não colabora é difícil perceber coisas que estão na cara. Quando a depressão toma conta do ser, é complicado perceber que nem tudo é como parece. Aquela mensagem não respondida dói, aquele olhar diferente machuca, aquele dia chuvoso se torna uma ótima desculpa para evitar pessoas e lugares. Pouco conseguimos enxergar quando estamos deprimidos, e só quem já passou por isso sabe como é. Eu por exemplo tenho a sensação de que a depressão é como uma nuvem negra, e neste momento ela acabou de sair do céu e deu espaço para o sol brilhar um pouco (espero que meu céu continue iluminado e sem nuvens negras, obrigada). As vezes a nuvem volta sem aviso prévio e isso confunde e machuca, mas saber que as nuvens passam faz o processo ser menos doloroso. Você aprende a perceber os sinais, aprende a se reservar e tentar enxergar um pouco além daquela tristeza que parece infinita. Muitas pessoas não conseguem descobrir como olhar de novo para o problema, se desesperam sem confirmações, tiram conclusões precipitadas e depois se arrependem. Tem gente que precisa cair muito para aprender a levantar, aliás, você está lendo o texto de uma dessas pessoas neste exato momento. 
Depois de um tempo você fica calejada, as nuvens não são mais um grande mistério e você sabe que são passageiras, isso ajuda na hora de levantar e ir a luta novamente. Agora sim, com um céu limpo e iluminado pelo sol tudo volta a ter cor! De repente cumprimentar pessoas na rua vira algo divertido, aquela mensagem não respondida acaba sendo respondida afinal, mas você tinha até esquecido dela tamanha a irrelevância. De repente aquele olhar diferente vira um momento engraçado, afinal, pessoas carrancudas são motivos para rir também. De repente aquele dia chuvoso se torna em um dos dias mais legais, e você resolve ir caminhando para casa, segurando um guarda chuva e ouvindo sua banda preferida, enquanto canta que nem uma louca e faz  um caminho alternativo pelo parque, por que não ? (eu ontem) Quando as nuvens da depressão estão ausentes, ser feliz é muito fácil. Não exige esforçø algum, os pensamentos positivos entram e saem da sua mente sem que você faça nada pra isso acontecer, simplesmente acontece. 
Quando as nuvens se vão a sua realidade parece ser a melhor de todas, tudo ganha graça, o trajeto para o trabalho, andar na rua e observar os detalhes tão pequenos que mudam a cara da nossa cidade, fazer uma refeição gostosa com quem você ama, abraçar seu bichinho de estimação, enfim, tudo se torna tão especial e único que você acaba por sentir-se estúpida por não ter enxergado antes. Eu queria que a gente não se esquecesse dessas coisas, que sempre pudessemos lembrar do quanto a vida é bela e quantos momentos únicos vivemos em nossa jornada. Eu queria que a gente pudesse lembrar todos os dias do quão pouco precisamos para ser feliz. 
Eu consegui perceber isso no momento em que eu mais precisava, hoje sei que não preciso estar em todos os lugares do mundo, não preciso ter objetos caros, não preciso de muitas roupas, muito menos muito dinheiro, tudo que eu preciso é o que eu tenho e está bem aqui e nada quero além da alegria de encontrar sorrisos nas coisas mais simples que a vida me dá.

Onde encontro a felicidade? 

Dentro de você.