21 de out de 2015

Mudanças



Eu tinha esquecido o quanto era legal falar com pessoas desconhecidas. Não me lembro ao certo quando eu parei de ser gentil e simpática com estranhos, talvez foi no tempo em que eu estava ocupada demais odiando, brigando e fazendo coisas estúpidas. A mesma época em que eu chorava por não ter amigos e minha vida social era uma droga. Sim, uma semana atrás talvez. Não sei o que aconteceu comigo, mas simplesmente parei com tudo isso. Depois do episódio hospital, muitas coisas mudaram em mim, meu jeito de olhar pra vida, pro céu e para as pessoas. Eu voltei a sonhar, voltei a sorrir, me sinto mais alegre e de certa forma mais jovem, por dentro é como se eu tivesse 16 anos novamente. Eu estou me descobrindo de novo, fazendo coisas que eu gostava tanto de fazer e tinha parado por motivos obscuros da minha alma solitária. Voltei a sorrir para todos, voltei a puxar conversa em todas as oportunidades que tenho, voltei a ouvir e me interessar pela história dos outros. E assim meus dias tem passado mais rápido, as horas parecem mais interessantes, eu aprecio cada segundo com vivacidade, lendo, pesquisando coisas legais, sonhando alto e imaginando possibilidades. Voltei a ser romântica, voltei a fazer amigos, voltei a amar a vida do mesmo jeito que amava quando era tão pequena. Ainda vejo o mundo com os mesmos olhos de criança, sei que minha fase ruim não foi uma mudança de caráter e sim um pequeno desvio de caminho, um momento em que usei vendas nos olhos e sedativos fortes para amortecer a mediocridade do meu ser. Consigo ver agora, finalmente, que tudo foi um grande pesadelo mas acabou, eu acordei e estou aqui de novo ! Pronta para receber o melhor que a vida tem pra me dar, pronta pra falar com as pessoas como eu fazia quando era mais jovem, pronta para sorrir, pronta para viver o melhor e nada menos do que isso. 
Eu voltei.