18 de set de 2014

Control


É como uma droga, que te consome aos poucos e traz toda a culpa logo após o uso excessivo. Todos os dias eu acordo pensando que vai ser diferente, querendo que desta vez eu tenha um pouco mais de controle. Por que é tão difícil simplesmente dizer  "NÃO" ? Por que a minha mente derrete, minha garganta anseia e os olhos antecipam aquele sentimento de prazer e culpa quando consumo o que vai contra todos os meus princípios? É quando eu perco o controle sobre as minhas escolhas que eu me torno o monstro capaz de machucar a mim mesma, com pensamentos destrutivos e odiosos. É quando eu não consigo me controlar que eu me transformo em um ser digno de pena e cuidado, pois não tenho condições de fazer isso sozinha. Eu não quero mais ter que acordar, para continuar errando e errando , segundo após segundo, não consigo passar nem um minuto sem fazer algo que eu não vá me arrepender depois. É assim que me sinto agora, estúpida, cheia, mais do que deveria e esse sentimento é a pior sensação que eu já senti na minha vida. Eu quero que a sensação vá embora, que a voz que me diz que está tudo errado, se cale por alguns minutos, pois eu já sei do erro, era tão previsível que me sinto idiota por não ter evitado.
Mas tudo vai ser diferente amanha, eu prometo.

Ana.