22 de dez de 2014

Por que o tempo passa tão rápido ?



O tempo, aquele aliado e inimigo ao mesmo tempo. Tempo, aquele que te faz sentir o peso dos anos nas suas costas, a aparência que muda todos os dias sem que você perceba. Tempo, aquele que leva embora a sua pele macia, a cor dos seus cabelos e substitui toda a sua juventude e força por fragilidade e dependência. Aquele que tira o seu ânimo, diminui sua saúde e as vezes até a sua vontade de viver. Parece ser cruel e devastador, mas na verdade tudo não passa de uma troca. Cedemos nossa sede de viver pela paciência, nossa força pela sabedoria, nossa pressa pela inteligência. O tempo tira de nós tudo aquilo que é material e passageiro para nos presentear com as qualidades imortais e eternas, as razões pelas quais viemos ao mundo. Aprender, e o que é que fazemos aqui além disso ? Todos os dias quando caímos, choramos, sofremos, aprendemos. As vezes é difícil de enxergar, alguns desistem de tudo antes que o tempo tenha tempo de mostrar que tudo passa. É preciso caminhar, mesmo que a bagagem esteja pesada, é preciso enfrentar, mesmo que a luta pareça invencível. É preciso ter fé em si mesmo, pois a vida nada mais é do que uma grande viagem de volta para dentro de nós. É preciso querer aprender, se mostrar para o mundo na sua forma mais vulnerável, só assim poderemos crescer, não profissionalmente ou em nossas relações com os outros, mas crescer como pessoas. Nada além disso importa tanto quanto se conhecer e aprender mais sobre si mesmo todos os dias. Usar a dor para aprender mais sobre superação. Usar o erro para aprender mais sobre o perdão. Usar a vida para aprender mais sobre aceitação. E quando tudo isso terminar, verás que o tempo tão depressa se foi, toda a sua história foi apenas mais uma entre milhares, mas a mais importante de todas para ti. E no fim da sua vida, se lembrará de tudo que passou, de tudo que aprendeu, e por um breve momento de glória, reconhecerá que tudo valeu a pena. Nada irá sobrar de você, toda a sua matéria será transformada em terra e alimento para outros organismos, seus bens materiais serão consumidos, suas tristezas e preocupações não irão passar de um segundo que existiu na história. Mas a sua essência, esta sobrevive com você através das milhares de vidas que ainda estão por vir. O tempo passa rápido sim, deixe que passe, deixe que se vá. Aquilo que realmente interessa para nós é imortal e nada, nem algo tão grandioso e complexo como o tempo pode arrancar isso de nós.


10 de dez de 2014

Encontre um homem

Encontre um homem que diga que você está linda mesmo quando você acabou de acordar com o cabelo todo bagunçado. Que te faça rir e sorrir o tempo inteiro, que te faça feliz pelo simples fato de existir. Encontre um homem que te leve pra ver o filme que você quer, mesmo que ele não esteja tão afim assim, um homem que goste de cozinhar pra você só pra te ver feliz. Encontre um homem que entenda a sua tpm e consiga te suportar quando nem você mesma se suporta, e quando tudo acabar, ele ainda esta ali, compreensivo e pronto pra te abraçar. Encontre um homem que entenda as suas manias estranhas e te aceite como você é. Um homem que estará do seu lado quando você achar que a vida perdeu o sentido e talvez seja o momento de dar um fim nela. Este homem estará com você quando você se machucar, e te ajudará a cicatrizar todas as suas feridas, causadas pela vida e por você mesma. Encontre um homem que te faça querer ser uma mulher melhor, que faça você sentir aquele frio na barriga e o coração bater mais forte. Perto deste homem você pode ser quem você quiser, até você mesma, e tudo flui naturalmente , sem artifícios e jogos estúpidos. Encontre este homem, ele deve existir em algum lugar, alguém que não te completa mas te complementa de uma forma maravilhosa. Encontre o homem que você não precisa para viver mas escolheu estar com ele porque tudo com ele é melhor e mais bonito. Os dias são mais proveitosos, os pequenos momentos se tornam grandiosos e a felicidade tem outro significado pra você, por causa dele. Ele fará você ver outros pontos de vista mas respeitará sua opinião, ele irá te ouvir e estar presente quando você precisar. E de repente, você que sempre foi uma mulher independente e cética em relação ao amor, percebe, por causa deste homem, que tudo pode ser diferente. Talvez você até aprenda a confiar mais nas pessoas por causa dele e se torne uma pessoa mais compreensiva. Encontre um homem que faça da sua vida um lugar mais bonito de viver, que faça os problemas desaparecerem misteriosamente apenas com um abraço. Quando encontrar, considere-se a mulher mais sortuda do mundo, pois entre tantas e tantas pessoas, você finalmente encontrou aquela que parecia ser impossível de encontrar. Muitas pessoas passam a vida inteira procurando e nunca encontram.

27 de nov de 2014

Estou indo embora




O tempo nos ensina a  aceitar e perceber quando não somos mais bem vindos. Na verdade, passamos a vida inteira nos preparando pra momentos assim. Quando criança, chorava pelo brinquedo perdido e pelas brincadeiras cruéis das outras crianças. Quando adolescente, sofria pela desilusão do primeiro amor, o coração doía intensamente,como se nunca mais fosse amar ninguém e a vida seria eternamente um quarto escuro e frio. E assim fui crescendo, a cada perda, a cada desilusão e a cada lágrima derrubada eu me tornava mais forte do que fui no dia anterior. O tempo me moldou inteira, as perdas me transformaram em um ser humano capaz de encarar qualquer luta. Percebi que mesmo depois de chorar ou sofrer eu continuava viva e pronta para outra, já não me importava mais em me machucar pois sabia que a cicatrização da minha alma estava cada vez mais ágil. Já sangrei inúmeras vezes por situações que hoje me fazem rir. Não sou mais a criança que chora, não sou mais a adolescente que sofre. Hoje sou a mulher que pode até sofrer e chorar mas tem a força para se levantar e seguir em frente. Demorei anos para aprender, passei dias batendo na mesma tecla para entender que certas coisas não foram feitas para darem certo. Hoje, entendo que chegou a hora de me afastar.Não esgotarei meus esforços em algo que já sei, por experiência, que não funcionará.
Hoje eu só quero paz e amor de verdade, se não for sincero e real prefiro estar sozinha. Aprendi também a amar minha própria companhia e me amar o suficiente para não deixar que ninguém me use ou abuse da minha boa fé.
Portanto estou partindo, fica aqui o meu sincero até logo e seja feliz. Prefiro viver a nobreza de morrer buscando um sonho do que a mediocridade de viver um amor pela metade.


24 de set de 2014

Eu me demito !



Faz tempo que deixei de gostar de surpresas, especialmente aquelas que chegam para mudar  minha vida. Me transformei em uma máquina perfeita de controle e manipulação. Controle, era tudo que eu queria ter. Contar calorias, convencer pessoas, medir espaços, prever situações e conversas, estar sempre um passo a frente de tudo, para nunca mais ser surpreendida. Não acreditar em nada e ninguém, para nunca mais ser decepcionada. Isso funcionou por muito tempo e apesar de cinza, minha vida tinha reflexos coloridos nos dias de sol. Mas eu controlei tantas coisas que perdi o controle sobre a única que realmente importava: minha alegria.
Deixei de comer, deixei de sair, parei de ver pessoas, me escondi em minha caverna, segura de tudo que pudesse me contradizer, protegida de todos os comentários negativos que diziam que o que eu estava fazendo era errado. 
Até que um dia eu tive um sonho, tudo estava ok e eu era feliz como não sou quando estou acordada. Mas neste dia eu acordei com esperança de me sentir daquele jeito de novo . Foi quando eu me rendi, deixei a vida retomar o controle que por tanto tempo eu adorei , que eu pude me sentir livre de novo. Neste dia eu não tive medo da decepção, já não me importava mais, não tive receio do que poderia acontecer se tudo desse errado. Neste dia eu me senti mais jovem, de certa forma estúpida, por fazer algo que por tanto tempo era proibido no meu mundo. Foi quando eu perdi o controle que a vida voltou a me surpreender, e talvez eu estivesse com um pouco de medo, mas não deixei isso me impedir de abrir a porta. Eu estava cansada de ser prisioneira do meu ego, exausta de estar sempre no controle de todas as situações. Então eu joguei fora todas as minhas armas e sai em campo de batalha com os olhos vendados. E foi a melhor decisão que eu já tomei na minha vida. Eu escolhi acreditar em quem não conheço, decidi me entregar completamente sem pensar nas consequências e posso estar ficando louca mas nunca estive tão feliz em toda a minha vida. E por enquanto, querido diário, é isso. Fico aqui, pensando no que está acontecendo lá, com o corpo aqui e com a alma vagando ao redor de quem eu não consigo parar de pensar. Ainda com o cheiro na minha pele, o coração acelerado e a mente completamente livre para imaginar mil possibilidades sem medo de me decepcionar. 


18 de set de 2014

Control


É como uma droga, que te consome aos poucos e traz toda a culpa logo após o uso excessivo. Todos os dias eu acordo pensando que vai ser diferente, querendo que desta vez eu tenha um pouco mais de controle. Por que é tão difícil simplesmente dizer  "NÃO" ? Por que a minha mente derrete, minha garganta anseia e os olhos antecipam aquele sentimento de prazer e culpa quando consumo o que vai contra todos os meus princípios? É quando eu perco o controle sobre as minhas escolhas que eu me torno o monstro capaz de machucar a mim mesma, com pensamentos destrutivos e odiosos. É quando eu não consigo me controlar que eu me transformo em um ser digno de pena e cuidado, pois não tenho condições de fazer isso sozinha. Eu não quero mais ter que acordar, para continuar errando e errando , segundo após segundo, não consigo passar nem um minuto sem fazer algo que eu não vá me arrepender depois. É assim que me sinto agora, estúpida, cheia, mais do que deveria e esse sentimento é a pior sensação que eu já senti na minha vida. Eu quero que a sensação vá embora, que a voz que me diz que está tudo errado, se cale por alguns minutos, pois eu já sei do erro, era tão previsível que me sinto idiota por não ter evitado.
Mas tudo vai ser diferente amanha, eu prometo.

Ana.


17 de set de 2014

Querido diário ...



Como amar quem você nunca viu, gostar daquilo que nunca sentiu, prever o imprevisível onde a possibilidade de existência é nula, exceto na sua cabeça , onde tudo pode acontecer .Como pensar em um amanhã melhor, um caderno em branco com mais páginas para escrever. Sonhar, e aprender a sonhar com todas as suas forças, como se nada no universo fosse mais importante do que isso. Como se a vida pudesse acabar daqui cinco minutos e durante cinco minutos, prender a respiração para sentir como seria morrer. Morrer de amor, de dor, rancor, ódio ou tristeza, você pode escolher. Mas tenha certeza de sempre escolher o melhor pra você, independente do que irão pensar ou dizer. Para que se importar, fingir que liga para o que o mundo pensa sobre você? Eu quero acreditar em cada palavra que digo, em cada pensamento que escrevo e as vezes é difícil, simplesmente ignorar toda a experiência que eu já tive e viver desse jeito, acreditar nessa utopia. Mas estou tão perto de conseguir, cada vez parece mais possível. Eu vejo a luz lá no final, sinto a brisa do ar fresco e consigo respirar boas novas se aproximando em breve. Acho que este é o momento de baixar as armas, desistir da guerra e levantar bandeiras brancas. Pode vir, atire em mim se quiser, não me importo em me ferir, não ligo para não me defender, só cansei de ser aquele que ataca, aquele que dá o primeiro tiro e inicia toda a guerra. Agora eu quero paz, quero rede, sol, água de coco e amor. Que me matem enquanto durmo se quiserem, não irei me importar.

Querido diário, espero que hoje seja mais um dia bom...

16 de set de 2014

Depressão




Me lembro de ser uma sonhadora, aquelas que abrem a janela, deitam no chão na escuridão do quarto e olham para fora. O tipo de sonhadora que aprecia ver o último raio de luz tocar a terra , pois é poético, inédito e o final de mais um dia que jamais se repetirá. Ainda recordo a melodia, os sons que faziam as borboletas no meu estômago dançarem sem parar. A ansiedade que fazia meu coração bater mais forte, tudo era emocionante, tudo era esperado, as surpresas eram a maior alegria da minha vida. Ainda me lembro de me surpreender e me deixar ser vulnerável, só para sentir um pouco mais. Eu deixava meus pensamentos me levarem para outra dimensão onde tudo era possível. Os romances mais belos e os pesadelos mais terríveis aconteciam de verdade no meu mundo. E era sempre assim, eu ficava feliz com a simplicidade da vida e a complexidade de tentar sair do mar de sentimentos que eu mesma criava. Era como viver em uma roda gigante que não para jamais, e a cada nova volta, a vista nunca era igual, ou talvez meus olhos vissem tudo de um jeito novo conforme o tempo ia passando. Ainda me sinto presa na mesma roda, mas agora é tudo igual. O olhar cansado se acostumou até mesmo com a vista mais bela, o pensamento criativo dormiu sem ter hora para acordar, de repente é como se o céu estivesse cinza todos os dias, e nenhuma volta da roda gigante pode fazer com que as coisas mudem. O tempo passa e tudo continua igual, as surpresas já não me surpreendem , os romances não me atraem e os pesadelos não me assustam. Me tornei parte fixa do meu próprio brinquedo, o que era para ser divertido se tornou uma prisão perpétua. Mas talvez essa seja a resposta que eu buscava, estar nesta prisão me faz lembrar de quem eu fui um dia, e como era bom ver o céu colorido todas as manhãs e alegrar-me com simples gotas de chuva em minha pele. Me lembrar daquela garota me faz ter esperança. Quem sabe é dela que eu precise, é pra ela que eu tenho que voltar, com ela devo me encontrar e encontrando-a não mais me perderei em mim. Afinal, todos temos um lado escuro dentro de nós, uma parte da alma que está tão abatida e fragmentada que as vezes ela escapa de seu esconderijo e se espalha por toda a nossa existência. Mas é preciso ver de novo, esperar a roda girar mais uma vez e desejar desesperadamente que a próxima volta traga uma vista melhor de se ver, uma dor mais suportável de sentir e uma coisa qualquer que nos faça sorrir de novo.

27 de ago de 2014

Mãe

 Rio de Janeiro , 01 de Janeiro de 2001 <3


          


Eu escrevo para todos lerem, mas pensando em você. Porque nāo tenho um jeito melhor de fazer com que você receba essa mensagem. Tentei fazei isso por muitos anos sem sucesso , hoje me contento em jogar as palavras ao vento e desejar , desesperadamente do fundo da minha alma , que elas consigam alcançar você de alguma forma. Já faz tanto tempo, a cada ano eu me lembro menos do seu cheiro, da textura da sua pele, a cada dia que passa suas lembranças ficam mais fracas em meu cérebro humano e falho, mas é tudo que me resta. Meu maior medo é um dia nāo me lembrar mais de você, como acontece com tantas pessoas. Mas apesar dos milhares de pais e filhos que existem no mundo, nós fomos diferentes. Você foi além do que qualquer criança poderia esperar em um porto seguro. Você nāo foi apenas māe. Você foi māe e pai, poucas garotas de 16 anos conseguem fazer isso com sucesso e maestria. Você foi minha melhor amiga, minha confidente, foi a pessoa que eu olhei com mais admiraçāo e perplexidade no universo. As vezes você era louca também, e eu nāo sabia que eu seria exatamente como você quando eu tivesse 23 anos também. Nos seus 24 , você trabalhava sem parar e me visitava religiosamente todos os meses, nunca fiquei esperando, nunca ouvi você pedindo desculpas por nāo estar presente, você SEMPRE esteve lá para mim. O tempo passou muito rápido para você. Quando você tinha 26 anos você me buscou definitivamente, iríamos começar uma vida nova e juntas, e nada iria nos separar. Foi bom acreditar neste sonho enquanto ele durou. Dois anos, eu tinha apenas 09 anos de idade e você confiava em mim para fazer coisas de gente grande, nunca vou me esquecer disso, nunca vou me esquecer dos livros, da fantasia que você alimentava em mim ao máximo, acho que acreditei de verdade que eu era uma princesa durante toda a minha infância, você fazia eu me sentir a pessoa mais importante e bonita do mundo, mesmo quando eu estava sangrando e tinha vergonha da minha pele. Dois anos do sonho mais lindo que eu já vivi, eu nāo poderia pedir por nada em mil anos que pudesse se comparar ao tempo que estivemos juntas neste planeta. Dois anos da nossa rotina, almoçar juntas todos os dias, você me buscar na escola e me levar com você e seus amigos para cantar no karaoke e comer batata frita, eu esperar você voltar da faculdade a noite, brincar com o seu caderno tentando achar palavras engraçadas na linguagem jurídica, mal sabia eu que a próxima a se fuder neste curso seria eu, e ainda rio ao ler as mesmas palavras, os dias de sol na piscina , os dias de frio em que você deixava eu alugar todos os filmes que eu queria e assistia todos eles comigo. As músicas que cantavamos juntas, as viagens , os aniversários, foi tudo tāo especial que eu me pergunto se foi real mesmo ou apenas uma ilusāo. Eu nāo tenho palavras suficientes , nunca vou poder te dizer o quanto você foi importante para mim, nunca vou poder te falar que quando eu tiver os seus netos, eles serāo criados exatamente do jeito que você fez comigo. Eu nunca vou poder te enviar o convite da minha formatura da faculdade, nunca vou poder te contar que eu estou apaixonada, e nem que eu conheci lugares lindos no mundo e todo o ar que eu respirava ao meu redor era você. Eu sinto muito que o seu tempo acabou tāo rápido, sinto muito que nāo conseguiram te salvar para mim, eu sinto muito que você nāo tenha realizado os seus sonhos, que você nāo ficou com aquele cara que você amava, eu sinto muito que tudo isso acabou em menos de um segundo, acima de tudo, sinto muito por nāo ter visto você pela última vez. Mas acredito que você me deu todas as armas necessárias para eu lutar sozinha. Eu nunca vou ser tāo forte quanto você foi, ou tāo criativa, simpática e bonita. Mas eu faço o melhor que posso, quem sabe você até receba esta mensagem, quem sabe um dia você possa sentir orgulho de mim, de onde quer que esteja. Eu te amo, eternamente . Ainda penso em você, nāo mais como uma criança com lágrimas nos olhos, que se sente sozinha, mas como uma mulher , que com um sorriso no rosto, se sente a pessoa mais privilegiada e abençoada do mundo por ter tido você, por pouco tempo, mas tive e esse tempo, ninguém tira de mim. Feliz dia das māes , faz 12 anos que nāo digo a palavra MĀE. Acho que nunca vou me acostumar o suficiente com isso. Esteja bem e em paz, sua missāo foi cumprida. Espero ver você de novo em outras vidas, saudades eternas de sua filha e amiga, para sempre.


Fugir



Eu vou sair, fugir daqui, sumir no mundo e nāo fingir. Fingir que me importo, me incomodo com os olhares tortos, fingir que nāo me sufoco. A porta abrirei e por ela passarei sem olhar para trás, sem fechar , sem trancar, apenas a empurrarei para longe de mim, assim como quem nada quer. Irei embora para nāo mais voltar, para me encontrar, me achar em algum local perdido e esquecido pelo resto do mundo ordinário. Minha vida será uma eterna busca, aquela que nāo tem fim, aquela que nāo te mostra o que procuras nos primeiros passos, mas sim, nos últimos minutos, aqueles minutos de auto crítica e sangue. Aqueles minutos de vergonha de ser quem você é, aqueles minutos que você deseja ser tudo, deseja ser o mundo, qualquer coisa, menos você.

9 de jul de 2014

Eu nāo deveria ligar




E a vida segue seu rumo patético, pessoas continuam fazendo o que já esperado é.  O amor é tratado como lixo, segundo plano ineficaz, ninguém mais acredita, ninguém mais se dedica. Será o fim do mundo ? Por que meus últimos amigos sāo aqueles que nem me lembro, por que minhas últimas palavras nāo recordam seu trajeto em minha língua ? Eu só faço isso para me acalmar, loucuras que distraem minha mente, objetos caros perdidos na madrugada, lábios que pertencem a todos, o corpo que já nāo se importa mais em cair. Entāo pode abraçar, beijar, tomá-lo em seus braços como bem quiser. É pura distraçāo, entretenimento de baixo nível, piada de mau gosto. E eu rio, rio alto, rio da ironia que é escrever sobre o amor sem nunca ter sido amada. Eu rio da angústia da espera, da ansiedade precipitada, que me derruba a cada instante sem consideraçāo. Eu quis acreditar, eu tentei sentir, eu juro que ainda tenho coraçāo, eu juro que queria ser como as outras garotas. Mas o que esperado hoje é, por mim dado nāo pode ser. E novamente a vida segue seu rumo patético, o ciclo se repete sem fim. Quantas vezes eu entreguei meu orgāo vital em uma bandeja de ouro para que fosse servido como prato principal de um banquete, o dei assim como se fosse barato e descartável. Eu nem posso reclamar ou me sentir prejudicada, a escolha foi minha e eu sofro as consequências. Tudo começou com uma carta, um primeiro beijo, um inesperado toque nas māos trêmulas. Depois vieram as noites mal dormidas, o estômago vazio que nāo aceitava mais comida, a luz do quarto sempre acesa e a caneta e o papel que jamais abandonavam minhas māos. Vieram os sonhos inacabados, aqueles que fazem você acordar no meio da noite implorando para que ele se repita. Vieram as esperanças, as expectativas nāo correspondidas, as ligações feitas inconscientemente pela mente infectada pela tequila. E assim eu seguia meu rumo patético, acreditando em cada palavra que era dita e sentindo cada toque como se fosse a poesia mais linda, eu nāo tinha medo de sonhar, eu fui completamente apaixonada da forma mais pura que existe. Hoje sinto que tudo isso foi uma grande mentira inventada pela minha audaciosa criatividade. E aqui estou, seguindo pateticamente o rumo que a vida me impôs, talvez no fundo eu ainda seja aquela garota com a caneta e o papel nas māos, talvez eu ainda acredite um pouquinho, mas nāo sei mais diferenciar se é verdadeiro ou outra forma de entretenimento que eu inventei. Talvez eu ainda queira saber como é, mas estou danificada demais para conseguir sentir qualquer coisa.


30 de jun de 2014

Reencontro com o passado





Quantas pessoas já passaram pela sua vida, quantas faces foram esquecidas como grãos de areia em uma praia infinita?Alguns ainda estão lá, outros foram levados pelo mar. Nossos passos são grandes para alcançar apenas um pedacinho da praia por vez. Mas, se pudéssemos estar em todos os lugares, quanta coisa haveria para sentir, será que caberia tanto em mim? Sendo pequena já é difícil de suportar. Acho que quanto maior você é, quanto mais você conhece e mais você vive, maior é a dor, e maior é a força que se ganha para suportá-la. Mas gostaria mesmo de rever cada uma destas pessoas que fizeram presença de forma tão passageira, porque sinto que ainda existe espaço para todas elas. Ainda existe espaço para aquela menina da quarta série que me mandava bilhetinhos durante as aulas, e eu sentia dor de tanto me segurar para não rir. Hoje nem me lembro mais qual era a graça. Ainda existe curiosidade para saber o que aconteceu com aquele menino do ônibus, que me olhava mas nunca nos demos o trabalho de nos falar, mas o que havia para dizer mesmo? E para aquele outro menino, que falou comigo no meu último dia de aula da quinta série, foi a última pessoa para quem eu disse adeus antes de mudar completamente de vida. Ainda existe espaço mais do que de sobra para que ele volte e seja meu amigo de novo, por muitos e muitos anos. O nome dele era Fernando, mas qual era o seu sobrenome? Eu queria abraçar o mundo, queria saber onde todos eles estão, o que fazem, será que se lembram de mim? Será que existe espaço na vida daquela garota que brincava de pular corda comigo no jardim de casa, há 16 anos atrás? Será que eu sou parte dos pensamentos e memórias fragmentadas de centenas de outras pessoas, que também se lembram de mim e gostariam de saber onde eu estou ? Teve também o Angel, esse nem era o nome de verdade dele, a namorada dele o chamava assim. Conversamos por horas e horas no aeroporto de Birmingham. Eu voltava para o Brasil e ele para Islândia. Duas almas falando sobre a eterna confusão que se passa na mente de um viajante que volta para casa, corações pesados, incertezas, todos estes sentimentos profundos compartilhados com um estranho que eu encontrei no aeroporto. Porque não nos adicionamos no facebook ? Sei que o tempo tem o seu próprio jeito de trazer as coisas de volta e te dar o que você quer. É sempre inesperado e mágico. Ainda penso que vou rever estas pessoas , na fila do mercado, no banco vazio do meu lado ou naquele bar que eu decidi entrar só porque a música era boa. Ainda espero ouvir notícias, mas se não ouvir, tudo bem também. A parte mais bonita de tudo isso é saber que estamos todos respirando o mesmo ar agora, vivendo na mesma cidade talvez. A qualquer momento podemos nos reencontrar, nos conhecer de novo sem saber que algum dia já sorrimos juntos.

27 de jun de 2014

8 ou 80 ?


Não deixe que te digam que estar confuso não é normal ou aceitável. Poucas coisas na vida são tão naturais quanto uma mente humana remoendo idéias. Por que temos sempre que tomar decisões importantes e não termos o direito de voltar atrás? Sem que alguém fique em nosso calcanhar nos lembrando o quanto pessoas que fazem isso são inconsequentes? 
Por que é tão errado assim ? Por que temos que ser tão constantes e exatos o tempo inteiro? Qual é a graça de viver desta forma tão simplória e cinza? A vida pode ser muito melhor do que isso. Quando temos a coragem de mudar o rumo daquilo que não nos traz alegria, abrimos as portas para as possibilidades. Me diga, quantas pessoas você conhece que reclamam dos seus empregos, dos seus casamentos , reclamam de inúmeras coisas em suas vidas? Parece ser complicado mas na verdade é bem simples. Se você não gosta de algo na sua vida então MUDE! Não estou falando de traçar um grande plano a longo prazo, não estou falando de realizações futuras. Comece a mudar AGORA. Se você está lendo isso, sentado na cadeira do seu trabalho que você odeia, levante-se e se demita. Isso mesmo, vá embora daí e pare de perder tempo fazendo o que você não gosta. Se você está lendo isso depois de mais uma transa patética com uma pessoa ,por conveniência, que nem amar você ama, então levante-se e saia pela porta, não olhe para trás. Vá encontrar o amor da sua vida, viver uma grande paixão. Sentando aí do lado desta múmia é que você não vai achar a pessoa certa MESMO. Você acha que isso é extremo demais, 8 ou 80 demais para a sua capacidade de escolha ? Tudo bem, não tiro sua razão. Mas, se você se permite continuar em uma situação de desconforto por medo de mudar, você perde automaticamente o direito de reclamar. Resumindo :

não gosta de uma situação -> Mude 
não gosta de uma situação e não quer mudar -> Não reclame 
não gosta de uma situação, não quer mudar e quer reclamar -> Procure ajuda médica

Nesta altura do texto, você deve estar querendo me matar e pensando "quem essa louca pensa que é?". Bom, novamente não tiro sua razão. Aquilo que eu falei no começo, sobre se sentir confuso e sobre a injustiça de ser julgado por isso, é algo que eu defendo com unhas e dentes. Talvez eu não apoie tudo que é escolhido na minha família, com os meus amigos, não apoio tudo o que é decidido para o meu país. Mas o direito de poder escolher, seja o que for, é algo que todos temos, e não devemos abdicar. Muitas pessoas já lutaram e deram suas vidas por esta causa, para que hoje você e eu pudessemos dizer "somos livres". E podermos escolher o que for e mudar esta escolha também, de acordo com o que nos for conveniente.E ninguém tem que falar nada porque a vida é SUA! 
Talvez você se sinta em uma prisão, de mãos atadas. Talvez você sinta como se não tivesse escolhas porque mudar não é algo fácil. É mais fácil continuar a viver uma vida ruim, pelo menos é previsível, sabemos que não vamos nos machucar. Mudar é para os grandes, para os ousados, para aqueles que não tem medo de dar a cara a tapa. Se a vida te derrubar, você levanta e continua e muda de novo umas 500 vezes se for necessário. Não espere o amanhã chegar. Tenha a coragem de realizar as ambições mais absurdas do seu âmago. Tenha a ousadia de se entregar nas mãos da vida e não se importar em sangrar , não se importar em ser ferido em batalha, porque no final, serão estes os momentos que definirão se sua vida foi um 08 ou um 80. O que você quer ?

26 de jun de 2014

Combatendo a dermatite atópica sem medicamentos

Depois de muitos anos convivendo com a dermatite atópica, aprendi muitas coisas. Algumas foram extremamente inúteis enquanto outras foram descobertas valiosas. Gostaria de esclarecer primeiramente que o que funciona para um pode não funcionar para outro. Assim como existem vários tipos de eczema, que manifestam-se diferentemente em cada tipo de pele. As recomendações que farei a seguir tem como prova de eficácia apenas a minha experiência, e embora não tenham restrições, não aconselho ninguém a realizar o uso de nenhum método auxiliar sem discutir com o seu dermatologista previamente. 

Atenção ! Se você estiver em uma crise severa procure um dermatologista AGORA ! Não espere piorar com a esperança de que amanhã estará melhor. Eu já fiz muito isso e não recomendo, porque no dia seguinte nunca estava melhor e sim pior. Portanto não perca tempo.

Aloe Vera (babosa barbadensis)



Para quem não conhece, a babosa é uma planta medicinal de uso milenar. Pesquisadores datam o seu uso desde 3500 a.c por diversas civilizações da antiguidade. A aloe vera possui função anti-inflamatória, portanto um efeito similar ao da cortisona, porém sem os efeitos colaterais que já estamos cansados de saber. Possui ação nutritiva, coagulante e hidratante da pele, reconstruindo os tecidos de dentro para fora.
Existem diversos produtos com aloe em sua composição. Eu uso a planta diretamente na minha pele em sua forma natural. Quando você corta a planta, dentro dela existe um gel, é este gel que você vai querer na sua pele, ele refresca, hidrata e em questão de horas você já sente a pele cicatrizando e com aspecto melhor.


Sabonete Sulfuroso

Descobri este sabonete há alguns anos atrás, uma tia trouxe de Águas de São Pedro. Procurei exaustivamente encontrar o mesmo produto em diversos locais, porém não consegui. Aquele sabonete era feito artesanalmente com água sulfurosa e enxofre. Fazia milagres na minha pele. Como substituto comecei a usar o da Granado que é fácil de encontrar em qualquer farmácia. O problema é que não dá para usar em toda a pele, recomendo usar apenas nas áreas afetadas, ele deixa a pele bem sequinha, ajudando na cicatrização. Porém, se for usado na pele que não está lesionada vai apenas deixar sua pele mais seca, e pele seca + atopia = desastre. Portanto, usem com cuidado.

Erva de Bicho (Polygonum aquifolium)



Esta é outra planta que eu chamaria de milagrosa. Sei que existem produtos e formas diferentes de se utilizar, porém, sempre usei da forma natural. Depois de colher as folhas e fervê-las, espere esfriar. Aplique depois do banho, em todas as lesões e deixe secar naturalmente. Não enxague. O resultado é uma pele mais hidratada e cicatrizada. Tudo que um atópico mais ama na vida.


Água Termal

No começo me parecia estúpido pagar tão caro por água enlatada. Até que um dia eu estava com o rosto em chamas andando no sol e não aguentava mais, entrei em uma farmácia e comprei minha primeira água termal. Depois daquele dia me recuso a sair de casa sem ter este item na bolsa. Existem diversas marcas disponíveis, eu recomendo a da La Roche Posay , rica em selênio. Sinceramente, tanto na pele com lesão, quanto na pele saudável, o efeito dela é visível. Uso todos os dias no rosto, mas quando estou em crise, sempre uso também e ajuda bastante a acalmar a minha pele.

Dicas Adicionais 

- Coma muita cenoura e beterraba, todos os dias.
- Se sentir a coceira chegando , coloque gelo ou água fria, ou faça algo com as mãos, qualquer coisa.
- Hidrate-se, o tempo todo, nunca é demais. Não deixe sua pele secar.
- Beba mais água!
- Guarde seu creme hidratante na geladeira.
- Após passar o medicamento na pele, coloque plástico filme em volta da lesão. Ajuda a pele a absorver melhor o remédio e diminuir a coceira. (não faça isso se estiver usando Protopic).
- Evite pessoas e situações irritantes.
- Use protetor solar todos os dias,  até mesmo no inverno.

Espero que estas dicas possam ajudar alguém, assim como me ajudam. O mais importante de tudo é sempre buscar alternativas, adquirir hábitos melhores e principalmente, não se deixar entristecer quando estiver em crise, sorria sempre , não desista nunca. Eu sei o quanto é ruim, mas com o tempo você percebe que aquela situação é passageira, assim como tudo em nossa vida. Todo mundo lida com problemas, não somos os únicos e com certeza não sofremos mais, nem menos do que os outros. Força!


24 de jun de 2014

Dermatite Atópica



Qual é a sua lembrança mais antiga, o passado mais distante que sua memória te permite lembrar?
Minhas recordações são uma mistura de fragmentos com descrições de acontecimentos, que a minha imaginação ousa inventar, para me dar uma leve impressão de como minha vida era. Talvez sejam as fotos, os vídeos, as histórias que minha avó conta. Mas um pouco dessas memórias são tão vivas e reais quanto o ato de lembrar o que eu comi no almoço ontem. Acredito que tenho memórias desde 1994 , eu tinha 4 anos. E desde então, não me recordo de nenhum ano de minha existência em que eu não tenha vivido em função da minha pele.

 Tudo ao meu redor era projetado de acordo com as necessidades dela. O que eu iria comer, os brinquedos que eu poderia brincar, os lugares que eu frequentava, as roupas que eu vestia,decoração do quarto, enfim, TUDO ao meu redor era em função deste orgão. Vocês devem pensar, com tanto cuidado , a minha pele deveria ter sido muito feliz e grata por tudo que eu fiz por ela, mas não. Apesar de ser a única criança que não podia ter bichinhos de pelúcia e dormir na casa dos meus amiguinhos, ela ainda sangrava. Apesar de ter uma alimentação cheia de restrições, ela ainda coçava como se o inferno estivesse queimando lentamente cada centímetro de sua extensão. Apesar dos banhos frios e rápidos, dos litros de hidratante, das milhares de consultas com dermatologistas, alergologistas, imunologistas (a lista é longa), dos remédios utilizados religiosamente e inúmeras outras coisas, a minha pele nunca me deu a retribuição que deveria. Tudo o que eu fazia era apenas para minimizar o impacto, quando as crises chegavam não adiantava fazer nada, apenas esperar. Quantas vezes eu me frustrei ? Depois de todos os anos de dedicação, pouco havia mudado. Mas conviver com uma doença crônica é assim mesmo, uma eterna ilusão. Cansei de ouvir dicas, sentir olhares, ser questionada, explicar, cansei de desconhecidos pedindo que eu procurasse curandeiros, macumbeiros, sessão descarrego (haja paciência !) e toda a fé popular que nada tem a ver com medicina e doenças sem cura. Reparo desde que era criança, que quem não tem doença alguma, tem uma tendência a querer explicar as doenças alheias como se não fossem sérias e reais. Quantas vezes já ouvi "isso é psicológico". Mas se vocês querem saber, com o tempo isso deixa de incomodar, no começo eu sentia raiva, várias pessoas vindo me dar conselhos como se eu não estivesse cuidando da minha pele como deveria, como se a minha condição fosse opcional ! 

Os médicos, que são os únicos anjos que eu realmente acredito, sempre me disseram que quando eu crescesse, tudo iria melhorar. Eles estavam certos, mas a cura total ainda não veio. Tenho meses de paz, aqueles em que eu nem lembro o que é coceira e pele seca. Mas ainda tenho meses de guerra, aqueles em que não dormir bem é natural e acordar com sangue nas mãos e não se lembrar, também. São meses chatos e entediantes e eu nem me importo mais, porque sei que a qualquer momento tudo volta ao normal. Já não fico tão frustrada. Já não me desespero. Minha pele e eu entramos em um acordo enfim. Mas já brigamos muito. As piores crises estão tatuadas em meu corpo em forma de cicatrizes e não são poucas. Cada pedacinho do meu corpo já sangrou. Costas, pés, pernas, braços e por fim rosto e mãos, que são as piores partes, aquelas que você não pode esconder. E quantas vezes eu não me escondi ? Quantas vezes eu não usei calça e moletom em pleno verão ? Quantas vezes deixei de sair, aulas perdidas, momentos que eu nunca mais terei, porque naqueles dias, a felicidade para mim era estar segura na sombra do meu quarto, onde eu podia me coçar a vontade e secar meu sangue e minhas lágrimas sem que ninguém ficasse olhando.

A minha pele frágil e sensível me levou a um hospital certa vez, só consegui sair de lá depois de 17 dias de acordar e perguntar se eu já podia ir embora. 17 dias de vida perdidos para sempre. Ganhei de brinde um encurtamento de tendão, anemia profunda, 5 kg a menos e um laço eterno com a fisioterapia até os dias de hoje. Eu tinha 13 anos. Algumas das piores crises, me impediam de levantar da cama de tanta dor, não poderia dobrar os braços e as pernas e sinceramente, não havia nada que eu pudesse fazer, apenas deitar ali pateticamente e esperar que os anti histamínicos me dessem um pouco de paz, um pouco de sono, e torcer para não estar mergulhada em uma poça de sangue quando acordasse. 

E apesar de tantas lembranças ruins relacionadas a minha pele, hoje eu não consigo me enxergar como uma pessoa frágil de pele sensível. Eu olho para trás e só consigo ver uma criança de 5 anos controlando o tempo e a temperatura do própria banho e aprendendo a hidratar a pele sozinha. Olhar para o meu passado é ver uma menina que aos 6 anos de idade já sabia TUDO sobre ácaros, alimentação alcalina e quais plantas possuíam propriedades cicatrizantes. Só consigo enxergar uma menina internada com a pele toda danificada e ainda assim colorindo seus livros e rindo dos desenhos na TV. Me lembro de uma menina saindo da aula, pegando um ônibus e indo para a fisioterapia sozinha de muletas e feliz. Olho para o meu passado e percebo que todas as condições que tentaram me derrubar , falharam e eu venci. Hoje, escrevendo este texto com as mãos não tão agradáveis de se olhar, mas com a certeza da maior lição que eu aprendi comigo mesma, a pele se regenera e eu sou muito mais forte do que achei que poderia ser. 

Pais com filhos que tenham dermatite atópica , não se desesperem, eles ficarão bem, eu prometo. Seus filhos serão crianças curiosas e aprenderão a ser independentes muito antes das outras crianças. Companheiros que convivem com a dermatite atópica, saibam que vocês não estão sozinhos !  

11 de jun de 2014

Abra as janelas



Se estiver em dúvida, abra as janelas, deixe o ar entrar.
Não pode ser tão ruim assim.
Seque estas lágrimas de sangue, permita-se cicatrizar.
Não é incrível nossa capacidade de se regenerar ?
Quantas vezes você já caiu? E hoje está em pé !
Todos já foram feridos, todos já feriram.
Jogar é uma arte , quem sair primeiro deixa o outro na mão.
Mas nem tudo é proposital , olhe de novo.
Irrelevantes, inconsequentes, irreverentes, incoerentes.
Na maior parte do tempo.
Se nada faz tanto sentido, se tudo é tão passageiro...
Por que se preocupar ?
Na dúvida, abra as janelas. 

3 de jun de 2014

Sobre se encontrar



Hoje eu vou contar uma história , sobre uma pessoa que saiu de casa para "se encontrar", sobre alguém que nāo conseguia se identificar com nada, um ser que nāo possuía uma gota de similaridade quando se comparava com o oceano uniforme e calmo ao seu redor. Pois bem, esta pessoa foi para longe em busca de seu próprio ser, tentar achar a sua essência nos escuros lados do planeta. Subiu montanhas, nadou os sete mares,observou todas as raças e suas culturas. Viajou pelo mundo afora sem pressa para voltar. Durante uma escalada em um dos montes mais altos do planeta, sua respiraçāo ficou mais lenta  e pesada. A brisa gélida e salgada do mar invernal invadiu suas narinas, de repente sua visāo ficou turva, de certo modo escura, como se alguém tivesse apagado a luz do mundo por alguns segundos. Mas a esperança que a luz seria acesa novamente permaneceu intacta. Iria acontecer a qualquer instante agora. O ar iria voltar para os seus pulmões, leve e claro como a luz que já nāo via mais. Durante estes segundos, seu espírito levitou, deixou seu corpo segurando pateticamente em vāo as paredes da montanha. Mas entāo pode ver a luz, nāo sentia mais o ar, só sentia que nāo poderia sentir e que nāo precisaria sentir nada nunca mais. A passagem foi feita, mas nada mudou. Nos segundos entre o que chamamos de vida e o desconhecido ao qual nomeamos de morte , esta pessoa percebeu o que havia buscado durante toda a sua breve existência. Percebeu finalmente que nāo precisamos ir a lugar algum para nos encontrar, o seu ser esteve ali o tempo todo. A busca estava acabada, por enquanto. Realizou também que sentia saudades daqueles que viviam pedindo para que voltasse , mas sua busca era importante demais para desviar sua atençāo e se importar com algo tāo banal como a saudade. Ora , esta era uma pessoa de coragem, viveu nos limites mais extremos, os quais o resto nāo conseguiria entender, apoiar e jamais conseguiriam viver.
Deixarei esta história em aberto, sem final, pois este alguém nāo pode me contar o que aconteceu depois. Todos os mistérios e conclusões precipitadas de sua mente quase febril e doentia, sua alma aventureira, sedenta por liberdade, se foi deste mundo em seu último fôlego, como uma gota de orvalho que se evapora no calor do sol ao meio dia.
Posso apenas dizer que viveu, sentiu intensamente os altos e baixos da vida, como as ondas de um mar. Um mar que hora te abraça com calma e serenidade e hora te empurra, te afoga, só para ver até quando você vai aguentar. Só para te ver nadando contra a correnteza, procurando desesperadamente por um pouco de oxigênio. O mar te empurra para ver você lutando pela vida, é o que fazemos todos os dias, é o que esta pessoa fez.

Uma coisa é certa, nunca mais voltou para casa.


2 de jun de 2014

Como conquistar um homem?



Observei atentamente certas atitudes femininas que me fizeram sentir vergonha do meu próprio sexo. Me responda com sinceridade, quantas vezes nesta semana você viu pelo menos uma propaganda, uma revista ou algum texto falando sobre o que uma mulher deve fazer, como deve se vestir, o que dizer para agradar um homem ? Alguém sabe me dizer em que ponto da história isso aconteceu ? Não eram os homens que conquistavam as mulheres? Não me entenda mal, não acredito que o papel da conquista é exclusivo dos homens, muito pelo contrário, ainda bem que vivemos em um contexto social diferente hoje, onde nós mulheres não precisamos ficar em casa esperando o mensageiro trazer a carta do nosso pretendente montado em um cavalo. Nós podemos e devemos demonstrar interesse porque a última vez que eu conferi, os homens não enviam mais cartas através de um mensageiro à cavalo (AINDA BEM).

Se você leu até aqui já deve ter percebido que este texto não vai te ensinar como conquistar um homem, este texto é uma crítica de uma mulher independente que está cansada de ver tantas outras mulheres se diminuindo e invertendo os papéis. E cansada também de ver tantos textos e matérias ridículas sem fundamento algum. Não vejo mais mulheres e garotas se vestindo para si, cuidando de seus corpos para se sentirem bem, agindo naturalmente, tudo que fazem é em função da conquista ao sexo oposto. O maior erro que um ser humano pode cometer é fazer algo que vai contra a sua essência para poder agradar o outro. Deve existir equilíbrio, essa história de que em um relacionamento sempre existe o mais forte e o mais fraco, deve ser destruída. Temos que começar a construir um conceito novo. Será que você não percebe ? Chega de controlar os seus sorrisos e gestos, basta de não enviar uma mensagem porque o homem "deve" escrever para você primeiro. Por que ao invés de ficar chorando porque ele não te ligou no dia seguinte, você não seca essas lágrimas e liga para ele você ?

Não entendo essa fragilidade, as vezes tenho a impressão de que algumas mulheres querem se igualar aos homens , mas não estão dispostas a aguentar as consequências disso.

Chega de pagar para ler dicas estúpidas sobre como você deve agir. Essa será a maior piada do século para as mulheres da próxima geração e para os homens também. Algumas das dicas mais esdrúxulas incluem "descubra quais são os gostos dele" , "não demonstre muito interesse" , "vista isso ou aquilo". Sabe o que é pior ? Isso tudo pode até dar certo, mas até quando? Claro que um cara vai se interessar por alguém que tenha os mesmos gostos ou determinado jeito de se vestir, até aí tudo ok. Mas até quando você vai fingir que gosta das mesmas coisas que ele, até quando você vai se vestir com roupas que você odeia só para agradar ? Uma hora a sua máscara cai. E também não é justo, que você tenha que fazer tudo isso, não seria mais agradável encontrar alguém que seja genuinamente compatível com você ao invés de ficar inventando coisas em comum e fingindo ser quem você não é ?


Eu poderia levar este assunto para outro nível e dizer para os homens porque algumas mulheres são assim, mas vamos deixar isso para outro dia. Por hora, basta refletir, se temos tanto material fútil sobre relacionamentos, é porque existe quem compra isso. Temos que nos livrar dessa percepção medieval que ainda carregamos, esse "mimimi" todo que só atrapalha. Só para você não dizer que eu nunca te dei nada, aqui vai : Você quer conquistar um homem ou uma mulher ? SEJA VOCÊ! Ignore tudo que você já leu sobre isso antes. Tenha coisas em comum de verdade com aquela pessoa e se você rir, que não seja um riso falso e sim verdadeiro, se for para se vestir , vista apenas aquilo que você se sente bem em vestir. Não mude por ninguém e se quiser mudar, que seja por você. Se não der certo, agradeça, pois aquela pessoa não era certa para você. E mais uma dica, é melhor sofrer porque não conseguiu conquistar alguém, do que sofrer por terminar um relacionamento porque aquele alguém não era quem você pensou que fosse.

30 de mai de 2014

Namoro, lance ou romance ?





Uma coisa que me intriga é essa mania que as pessoas tem de querer segurança. Contratamos seguros para os nossos carros, convênios de saúde , compramos garantia estendida para os nossos computadores , e sempre estamos querendo proteger aquilo que é  NOSSO. O problema é que a segurança é a maior ilusão inventada na história da humanidade. O seguro do seu carro, o convênio de saúde e a garantia estendida para o seu computador serão muito úteis, mas sempre vai ter aquela coisa que seguro nenhum poderá reparar. Acho que você sabe do que eu estou falando, não sabe? O seguro pode te dar um carro novinho em folha, o convênio pode pagar aquela cirurgia que você jamais teria grana o suficiente pra bancar, sua garantia estendida pode pagar o conserto do seu computador sem que você se preocupe. Mas e aquele cd que estava no carro quando ele foi roubado ? E aquela carta que a pessoa que você mais amou na vida escreveu para você antes de morrer, que você deixou embaixo do banco para ler depois? E aquelas fotos que não foram possíveis de ser salvas no seu pc quando ele foi formatado ? E aquele erro médico que mudou para sempre a sua vida? Não é irônico ?

Vivemos atrás de segurança como se isso fosse impedir que algo lá no nosso âmago nunca pudesse ser machucado. O que eu quero dizer é que quando buscamos um relacionamento estável, um namoro , um casamento, o que estamos buscando na verdade é a segurança , a promessa de nunca sermos deixados. Mas isso não faz muito sentido. Se até nos seguros de coisas materiais muito pode ser perdido, por que um estado civil te protegeria de perder algo inanimado ?
A busca pela segurança em coisas não relacionadas a matéria, vai desencadear em sua vida uma série de peças de dominó em queda. Você vai confundir paixão com sexo, vai distorcer amor com estabilidade e conforto, vai misturar ciúme com possessão. E mais um milhão de fatores que farão com que você perca a essência do verdadeiro sentimento. Uma pessoa nunca será sua plenamente se você não deixar ela ir embora, ela não é sua por estar ali do seu lado, com o status namorando/casado/enrolado no facebook ou em uma certidão de casamento. Ela não é sua por morar embaixo do mesmo teto, dormir na mesma cama e usar uma aliança com o seu nome no dedo. Uma pessoa nunca vai ser da outra, devemos parar de buscar o TER alguém pelo ESTAR com alguém.

 "Estar" é o verbo que mais me agrada nisso tudo. Pois é o contrário de deixar, partir, sair , e estar na extremidade desta linha faz com que tudo se torne especial, e é isso, apenas isso que realmente importa.
Busquem mais estar, busquem mais fazer , esqueçam o ter, esqueçam o "meu , minha". Não funciona muito bem, você pode até acreditar nisso, só que uma coisa é fato , ninguém parte deste mundo levando consigo algo e muito menos alguém . Talvez você não consiga ver isso agora, talvez você ache que eu sou apenas uma alma amarga escrevendo sobre amor, mas eu digo com propriedade cada palavra que escrevo.
Se eu fosse você, começaria a praticar o desapego desde agora. O seu namoro, o seu casamento, o seu lance, pode acabar a qualquer momento, e não há nada que você possa fazer para mudar isso. Se essa pessoa que você "possui" quiser fazer as malas , abrir a porta , fechá-la e jamais olhar para trás, ela irá fazer. Não importa quantos filhos vocês tenham juntos ou quantas histórias vocês tenham para contar. Se ela não fizer isso por opção, uma coisa chamada MORTE  fará isso por ela , e novamente, não há nada que você possa fazer para mudar.

Comece hoje a diferenciar o que realmente te faz querer ter alguém e ser de alguém. Comece agora a refletir sobre estar e sobre deixar. E vou contar um segredo para você , lembra que no começo do texto eu te disse que a segurança não existe ? Era mentira, ela existe sim, esta dentro de você e apenas para você usufruir, basta saber acessar esta parte magnifica que existe em você, muitas pessoas morrem sem nunca conseguir.


16 de jan de 2014

Pusilanimidade





A coisa mais singular do mundo é olhar para trás . Fotografias , textos , vídeos , diplomas . Coisas que um dia você fez, a pessoa que um dia você foi. Sempre me perguntei se isso seria possível, mudar de maneira tal que reconhecer-se seria inexequível. Mudar, transformar-se em alguém completamente dissemelhante do que você costumava ser. Eu tinha medo, ainda tenho. Eu tento tanto entender e justificar estas mudanças , mas simplesmente me pego em uma rua sem saída, olhando para uma barreira, sem poder ultrapassar e ver o que existe além. É um mistério !  Voltar não é uma opção. Acho que o mais esquisito é se olhar no espelho. Tudo está tão diferente agora. As roupas não são as mesmas, o cabelo mudou, as células que compõem sua pele não são mais as mesmas, até o sangue nas suas veias é diferente, seus órgãos estão mais velhos, mas o mais assustador de tudo é olhar para seus próprios olhos,grudar o nariz no espelho e ficar ali, olhando aquelas duas bolas castanhas. Não importa quanto tempo passe, o quanto você mude, o olhar continua o mesmo. Isso me assusta de uma forma tão peculiar e encantadora que é impossível não parar para refletir. Por que eu mudei tanto?  Por que não mais sou quem eu fui ?  Eu achei que meus sonhos não seriam tão diferentes, que minha banda favorita seria para sempre, que meus amigos nunca iriam morrer. Eu achei que a vida fosse mais longa e que a jornada fosse menos dura. Acreditava que o tempo era um aliado , mas tudo que ele fez foi me transformar. E hoje eu sei que é possível ser alguém que você nunca achou que seria. É provável que você jamais volte a ser e sentir o que o seu eu passado era e sentia. Isso é triste. E se eu não quiser mudar ? E se eu não quiser crescer ? E se eu pudesse fazer o tempo parar de passar por apenas um dia ? Eu faria. Eu era uma pessoa, que acreditava que a vida que a gente tinha, era escolhida . Acreditava tanto nisso, que minhas escolhas diriam por mim quem eu sou, sem que eu precisasse dizer uma palavra. Achava que a vida podia ser controlada. Hoje eu sei que não é. Não adianta o quanto você queira fugir e fazer o tempo parar. O tempo não para e não importa para onde você fuja, a cada segundo que se passa no relógio você é um pouco menos de si mesmo e um pouco mais do estranho que a vida faz você se tornar. Apenas o olhar continuará reconhecível quando você se der conta de como os anos passaram depressa.