27 de out de 2012

Adeus


Esta é a sua carta.

 Aqui está o espaço que você queria e o tempo que você tanto me pediu. Este é o momento em que os caminhos se separam, e eu finalmente estou te deixando ir embora da minha vida , da minha mente, corpo e alma, de mim. Vá ! Pegue o primeiro trem e não olhe para trás. Vá ! E não me ligue para perguntar se eu estou bem, não me escreva e não pergunte de mim aos meus amigos. Vá ! Mude de telefone e de endereço porque estes já não me interessam mais. Vá ! Faça tudo o que desejar. Seja feliz . Acaricie outros cabelos, sinta outros perfumes, pegue em outras mãos e beije outros lábios. Vá embora e não sinta minha falta porque eu não sentirei a sua e você não tem o direito de sentir qualquer coisa em relação a mim. Vá ! pegue todas as nossas memórias e delicadamente coloque-as dentro de uma caixa, feche, enterre , rasgue o mapa e esqueça o local, caminhe em direção ao sol , em direção contrária, seja livre . E se por acaso algum dia sentir minha falta, não me procure, pois eu não estarei mais aqui.


Adeus .